fb fb fb
fb+351 253 421 246
search

Basílica de São Torcato - Projetos de 1954 e 1959

O Santuário de S. Torcato é um templo que aparenta uma variedade de elementos clássicos, góticos, renascentista e românico. Construído em granito, extraído nos arredores, num local denominado Pedra Fina, possui uma planta em formato de cruz latina, com nave única e capela-mor retangulares. A fachada simétrica é constituída por duas torres quadrangulares e inclui janelas de dimensão considerável. Em cada torre desenvolve-se uma escadaria interior em cantaria de pedra terminando numa laje que dá acesso aos sinos. A finalização das torres é realizada por intermédio de pirâmides hexagonais, também em cantaria de pedra, onde se podem observar trabalhos de excelente decoração ornamental. No corpo central da fachada destacam-se, entre outros, uma rosácea com 2,2 metros de diâmetro e, por cima desta, uma galeria a ligar as torres.

A construção teve início em 1825, sob projeto do arquiteto vimaranense Luís Inácio de Barros Lima. Estavam já erigidas a capela-mor e lançadas as fundações da nave quando Cesário Augusto Pinto, engenheiro, elaborou um parecer onde teceu duras críticas às soluções construtivas inseridas no projeto. A sua opinião levaria à realização de um concurso internacional em 1866, dele saindo vencedor Ludwig Bohnstedt, arquiteto de origem russa, que estudara em Berlim. Apesar de ter manifestado uma postura crítica perante a proposta vencedora, Cesário Augusto Pinto, acabou por assumir a responsabilidade pelo acompanhamento da obra a partir de 1867 que durou até à sua morte em 1896. Sucedeu-lhe o arquiteto José Marques da Silva que deu continuidade à obra, mas introduziu alterações ao projeto de Bohnstedt.

Quando faleceu Marques da Silva em 1947, a obra permanecia inacabada, devido a vários fatores relacionados com constrangimentos orçamentais, situação política, guerras, etc. O trabalho prolongara-se a tal ponto que foram já Maria José Marques da Silva e David Moreira da Silva, filha e genro do arquiteto portuense, assumir a direção da obra logo após a sua morte e que se perpetuou até 1994. No entanto, só viria a ser finalizada em 2006 e receberia a Bênção e a Sagração do Santuário em 25 de outubro de 2015.

Em 30 setembro de 2019 o Papa Francisco elevou o Santuário à categoria de Basílica menor, mas foi em 27 de fevereiro de 2020 que se realizou a cerimónia formal e oficial, dia religioso de São Torcato.

10-17-9-2-102_1.jpg
10-17-9-2-97_1.jpg
10-17-9-2-97_2.jpg
10-17-9-2-102_2.jpg
10-17-9-2-102_3.jpg
Basílica de São Torcato - Projetos de 1954 e 1959 Ref:
PT/AMAP/PSS/DA/01-02/016/10-17-9-2-97
PT/AMAP/PSS/DA/01-02/016/10-17-9-2-102
http://www.irmandadesaotorcato.pt/pt/santuario
https://diariodominho.sapo.pt/2020/01/19/nova-basilica-de-portugal-guarda-santinho-do-povo/
http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=78
https://fims.up.pt/index.php?cat=45&subcat=2&subsubcat=8&proj=33
https://issuu.com/antonioconde9/docs/a_melhor_cole____o..._ces__rio_em_2
https://issuu.com/fundacaomarquesdasilva/docs/s_torcato
×