fb fb fb
fb+351 253 421 246
search

Hotel Fundador D. Pedro - Anteprojeto de 1969

Conhecido por Hotel Fundador D. Pedro, a sua edificação foi promovida por José Maria de Oliveira Machado Vaz e Alberto Pimenta Machado Júnior, sócios na Firma A. Pimenta, Lda.

O local escolhido para a sua construção foi o gaveto da Avenida D. Afonso Henriques com a E.N. 105 (na atualidade, rua Eduardo Manuel de Almeida).

No anteprojeto apresentado na Câmara em 11 de novembro de 1969, a proposta pretendia construir um edifício em forma de “torre” com 15 pisos, destinado a armazéns, escritórios, apartamentos, pousada e restaurante. A sua superfície seria distribuída da seguinte forma:

  • dois pisos na cave destinados a armazéns de tecidos da própria Firma A. Pimenta, Lda., promotora da construção;
  • um piso para exposição e escritórios;
  • um piso totalmente destinado a escritórios;
  • um para habitação do porteiro; seis pisos para habitações, num total de 16 fogos;
  • dois pisos destinados a uma pousada com 14 quartos;
  • um restaurante com capacidade para 100 pessoas que ocuparia os dois últimos pisos.
No aditamento de 6 de abril de 1970, foram introduzidos mais dois pequenos pisos, um destinado a central hidropneumática no 2º piso e um na cobertura para “casa das máquinas”, totalizando no conjunto dos 17 pisos 14.448 m2 de área, segundo medições da Câmara.

De conceção arquitetónica contemporânea os autores do projeto foram Sérgio Leopoldo Fernandez Santos, arquiteto formado na Escola Superior de Belas Artes do Porto e natural da mesma cidade, e Pedro Cândido Almeida de Eça Ramalho, arquiteto formado também na Escola Superior de Belas Artes do Porto, natural de Caminha. O técnico responsável pelo projeto da estrutura e sua execução foi Mário Fernandes da Ponte, engenheiro civil formado na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Depois de várias alterações introduzidas ao projeto, algumas até bastante profundas, nomeadamente no seu interior, como a adaptação dos andares destinados a apartamentos a quartos de hotel. No dia da sua abertura o edifício estava transformado num hotel composto por 63 quartos e 9 suítes, bastante mais do que inicialmente projetado.

Embora a licença de construção tenha sido emitida em 18 de agosto de 1971, a sua inauguração só aconteceu em 26 de setembro de 1980, com a presença do então Ministro do Comércio e Turismo, Basílio Horta e do Presidente da Câmara, António Augusto Duarte Xavier.

É importante realçar que se trata de um edifício que é uma referência para a cidade de Guimarães pela volumetria fora do comum, que ainda hoje se destaca na paisagem vimaranense.

1-12-19-1-1.jpg 1-12-19-1-1_2.jpg 1-12-19-1-1_3.jpg Hotel Fundador D. Pedro - Processo nº 3201/69 Ref: 1-12-19-1-1

https://sigarra.up.pt/up/pt/web_base.gera_pagina?p_pagina=antigos%20estudantes%20ilustres%20-%20s%c3%a9rgio%20fernandez

https://sigarra.up.pt/up/pt/web_base.gera_pagina?p_pagina=antigos%20estudantes%20ilustres%20-%20pedro%20ramalho

S.O. (1980, 10 de outubro). Hotel Fundador D. Pedro, inaugurado pelo Ministro do Comércio e Turismo. O Comércio de Guimarães, pp. 1-4.

×